quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Medo

O destino vem assim testar a nossa capacidade de aceitar desafios, de viver novas experiências, de mergulhar de pés e cabeça em algo que não sabemos se irá dar certo ou não. Surgem as dúvidas, as noites mal dormidas, a dificuldade em nos concentrarmos nas pequenas tarefas diárias. O medo. Esse terrível sentimento que se esconde dos nossos olhos e nos atormenta o coração, sempre à espreita, sempre pronto a atacar e a impedir que novos passos sejam dados. Eu tenho medo falhar. Tenho medo de sofrer. Mas acima de tudo tenho muito mais medo de nem sequer tentar vencer este medo.

2 comentários:

S. Weaver disse...

Como te compreendo... o Medo paralisa-nos, prende-nos as asas às costas e os pés ao chão, prende-os os movimentos de tal maneira que nem podemos agir nem lutar contra ele...mas há uma maneira... ando a tentar descobrir qual...

Lipezito disse...

A plenitude da felicidade esta precisamente em vencer todos os medos... As coisas faceis nao nos mete medo e por isso nao lhe damos tanta importancia... PRefiro vencer um medo do que 1000 coisas faceis... Mas realmente, melhoir que ter medo, é mesmo vencer o medo de ter medo...

Gosto muito do teu blog... =)